Por Neemias Jr. | 14/05/2020

image

Nesta quinta-feira, o Ministério Público Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público do RJ realizaram mais uma etapa da operação Lava Jato.

A Polícia Federal prendeu o ex-deputado estadual, Paulo Melo o empresário Mário Peixoto e mais 3 pessoas por pagamentos de vantagens indevidas a conselheiros do Tribunal de Contas do RJ e indícios de que o grupo do empresário estava fazendo negócios ilícitos em hospitais de campanha.

"Surgiram provas de que a organização criminosa persiste nas práticas delituosas, inclusive se valendo da situação de calamidade ocasionada pela pandemia do coronavírus, que autoriza contratações emergenciais e sem licitação, para obter contratos milionários de forma ilícita com o poder público", disse a Polícia Federal.

// NEWSLATTER

Cadastre-se e receba novidades.