Por Neemias Jr. | 10/04/2017

image

Ao contrário do que está sendo publicado na imprensa brasileira, na noite deste domingo, 9, no Troféu Imprensa, em tom de brincadeira, Silvio Santos expôs a censura no jornalismo brasileiro.

O Estadão e outros jornais brasileiros publicaram que Silvio Santos "repreendeu" Sheherazade e Gentili por causa de seus comentários políticos, mas só nossos analfabetos funcionais, não entenderam que Silvio Santos admitiu publicamente que sofreu pressão para "calar Gentile e Sheherazade", como bem escreveu o colunista da Veja Felipe Moura Brasil.

"Você começou a fazer comentários políticos no SBT e eu pedi para você não fazer mais, porque você foi contratada para ler notícias, não para dar sua opinião", disse Silvio Santos.

Na continuação Silvio Santos deixa claro que jornalista deve "ler as notícias no teleprompter", ou seja, os jornalistas brasileiros não são liberados para  falar o que pensam, eles apenas emprestam sua voz para ler textos previamente definidos pelos diretores de jornais e revistas.

Como o professor Olavo de Carvalho já explicou, o jornalismo brasileiro é controlado por três ou quatro grandes grupos de empresários, e tudo que os jornalistas fazem é replicar notícias autorizadas pelos diretores.

Resumindo: Censura, controle do fluxo de informação!

Silvio Santos e Raquel foram brilhantes e didáticos, mas os grandes grupos de mídia estão se esforçando para desinformar a população brasileira.

O vídeo que circula na internet além de ter sido mal interpretado, foi maldosamente editado. Confira o vídeo original e perceba que Silvio Santos puxa o papo para política e começa a brincadeira.

Vídeo editado:


// NEWSLATTER

Cadastre-se e receba novidades.